A Associação Nacional para a Saúde Mental- AlertaMente fundada em Portugal em Abril de 2018, é uma Organização da Economia Solidária, sem fins lucrativos, apolitica e agente de pressão com capacidade de gerar Debate Público, consciencialização e compreensão do que é Saúde Mental e a necessidade crítica desta em toda a Sociedade. A Associação exerce a atividade de policy-making promovendo o Direito de todos à Prevenção e ao Acesso a Serviços de Saúde Mental e nomeadamente, para que a Saúde Mental passe a ser enquadrada em todas as políticas dos domínios público e privado ao nível nacional e regional.

Logo_CONTEXTO_LABORAL+COFINANCIAMENTO.pn

A PROMOÇÃO DA SAÚDE MENTAL EM CONTEXTO LABORAL

 

A saúde física e mental dos trabalhadores é crucial para a sustentabilidade das empresas e das comunidades, assim como para toda a economia. O trabalho é determinante para a saúde, garante a subsistência do indivíduo, a satisfação das necessidades materiais e sociais, dando um sentido de identidade, de pertença e de propósito.

A promoção da Saúde Mental em Contexto Laboral é absolutamente crítica no panorama em que vivemos. 

A falta de produtividade e bem-estar, devido a problemas de saúde mental, está hoje na ordem do dia e afeta milhões de portugueses e milhões de pessoas em todo o globo. A Saúde Mental é um Objetivo do Milénio das Nações Unidas, UN Millennium Goal, sendo que sem este todos os outros objetivos estão comprometidos.

A pandemia por COVID-19 traduziu-se numa emergência de saúde pública à escala global sem precedentes na história moderna, e lidar com esta situação representa um desafio à resiliência psicológica de todas as pessoas. Estudos indicam que epidemias e surtos infeciosos são seguidos de impactos psicossociais drásticos a nível individual e social, que eventualmente se tornam mais persistentes. Durante a pandemia observa-se um aumento nos níveis de ansiedade, stress e depressão da população em geral.

As consequências económicas e produtivas da pandemia afetam de forma diferenciada os vários sectores de trabalho. Enquanto alguns trabalhadores estão na linha da frente do combate à pandemia COVID-19, outros foram forçados a parar a sua atividade laboral devido às políticas de confinamento. Há quem tenha perdido o seu trabalho, outros tiveram que adotar novos métodos de organização do trabalho, enquanto outros criaram novas formas de subsistência.

Em adição ao impacto médico e económico é essencial analisar os efeitos psicológicos da pandemia e fatores relacionados com a saúde mental no local de trabalho. Estamos a viver um tsunami de problemas mentais que nos afetam presentemente e cujas consequências no longo prazo só conseguimos vislumbrar a ponta do véu.

 

Este Fórum tem como principal objetivo promover o debate e a partilha de boas práticas, incluindo aquelas que aprendemos recentemente, e de estratégias de promoção da saúde mental em contexto laboral, integrando-as no atual e desafiante contexto em que nos encontramos.